Tuesday, August 15, 2006

Quarto de caçadores III

Perto da hora do sono ouvia de novo aquelas vozes que me vibravam na mente.
Um dia, por acaso, descobri umas escadas no corredor. Comecei a desce-las devagar, pois as minhas forças eram poucas, e a meio encontrei o senhor de dentes amarelos e bigode azul escuro. Sorriu-me e desta vez ouve algo que lhe entendi, embora não consiga dizer em que língua o disse: "Não há problema!". Então respondi-lhe: "Não há problema!" Ambos encolhemos os ombros.
No final das escadas havia uma hall e uma recepção.
Na recepção estava uma espécie de homem mais feito de fumo do que de carne e osso. Comecei a falar, primeiro com palavras, depois com gestos. O fumo saia e entrava do homenzinho cujos pequenos olhos jamais pestanejavam. Depois dum grande esforço da minha parte o senhor disse: "Não há problema, tome um duche. Aqui está a chave."
Peguei na chave e subi as escadas. Aquela hora o corredor era uma mistura de amarelo claro com cinzento esverdeado. Assim que acabei de subir as escadas encontrei una porta a dizer chuveiro que nunca tinha visto antes. Tanta novidade num só dia!

5 Comments:

Blogger Eli said...

Nas horas do sono, passam-me muitas imagens pelos filmes que produzo!!! Os espaços onde vivi também me percorrem a memória, mas os sentimentos não estão na cabeça!
Espero que aproveites todos os momentos da tua vida para ser feliz!

:)

Os caçadores de sombras escrevem sob luz ténue. Sorri.

2:10 PM  
Blogger dreams said...

mesmo um caçador de sombras tem que ter os olhos abertos... até os da alma...

um beijo doce *
“·.¸Dreams¸.·”

5:10 PM  
Blogger Silvia said...

Boa banhoca!

11:59 AM  
Blogger Nandita said...

Gosto deste sonho :)

5:54 AM  
Blogger filos said...

Caçador de sonhos e de palavras para os revelar...

5:10 PM  

Post a Comment

<< Home